google-site-verification: google10c0e84895c1ca43.html

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Autenticado

por WAndrade, em 23.11.14

postiço.jpg

 WAndrade-23/11/2014

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:34

Fábula

por WAndrade, em 19.10.14

música.jpg

 

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:54

Conquista

por WAndrade, em 29.09.14

E nunca mais a gargalhada boa de acompanhar.

D’algumas coisas até surgiam lá alguns esgarços na boca,

mas a gargalhada, A gargalhada, não mais.

Mudaram-se, (donde?) os miúdos diamantes, hoje desvanecidos,

que eram estrelas crianças, traquinas e soltas, quase, quase bandidas. 

A flauta em Sol, tão bonita, agora apenas um sonido destonado

rouco e sem vigor.

Tudo aquietou-se na maturidade das tristezas conquistadas.

Então era isso?

WAndrade – 06/09/2014

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:38

Pavio das lembranças

por WAndrade, em 28.09.14

Tinha dia que até nem pensava, mas no outro…

o pensamento, de implicância, acendia o pavio das lembranças

e houvessem miolos!

Era um tanto daquele perfume que vinha não sabia de onde,

o nome aparecia do nada, nas notícias, no chamado de alguém na rua,

abria uma gaveta e lá estava uma camisa perdida que nem dera conta,

tocava o telefone e rezava que fosse, que fosse…

Tinha pressentimentos, até a voz ouvia, do nada.

Aquilo tudo explodia-lhe no peito que não havia o que fizesse passar,

mas tinha dia em que nem lembrava.

Hoje não foi um desses...

WAndrade – 25/09/2014

nem seria...

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:03

Origem

por WAndrade, em 16.08.14

Falta repertório. Ou melhor, nem é que falte, é a mesmice do próprio, passam-se os anos e  nada muda quando o assunto é o que já findou e não se sabe como, digamos, despachar (no bom sentido, claro!)

Fica aquela pasmaceira, aquele desquerer monossilábico que não diz que não mas também não aponta para o sim (fim?).

Não há briga… nem contentamento sincero. Não há corte…nem apaziguamento, apenas aquele rebuçado de mofo rolando no meio da língua, nem engole nem regurgita, quando muito, inventa um não sei que de “deixa disso, me abraça”, mas já sabendo o fogo extinguido, cinzas.

E aí a cantoria se repete, não sei… pode ser… meu bem… mas nada que venha com gana ou gozo, apenas o continuar de uma situação de pouco grado, onde já não há caminho.

Ainda se tenta ir à Bahia, molhar os pés ou sacudir o esqueleto… porém nada mais brilha (se é que um dia deu lustro), nada futura-se agora.

Falta repertório. Ou melhor, é o mesmo, o de sempre, o que não muda. E o sorriso descora, o prazer desbrota e a educação aflora (perigo!!!)

E um breve olhar para o passado mostra que este foi sempre, desde sempre, o “MO*” do desagravo.

Senta aí.

WAndrade – 16/08/2014

*Modus Operandi

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:12

Comments

por WAndrade, em 19.07.14

Não é um desafio, tá?

 

 

WAndrade - 19/07/2014

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:44

"Pitadas de Inferno" - Encontro

por WAndrade, em 09.07.14

... e não?

                                            Consciência

 

                           

                               WAndrade - 09/07/2014

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:52

Limiar

por WAndrade, em 06.06.14

Sabia que estava mal-feliz.

Não precisava que alguém o dissesse.

Sentia, apenas sentia...

Não que fosse infeliz…algumas coisas até tinham, ainda, uma certa piada,

mas… estava  gasto, desiluminado, qualquer coisinha era já uma impertinência.

Um quase inquieto, ali, no fundinho do peito, desequilibrava

os pensamentos, a sensação de precipício que conhecia bem.

Aquilo estava mesmo a dar para o torto, sentia-o nos pequenos

desandos diários.

A falta dos ares frescos daquelas promessas, postiças agora sabia,

já não causava, senão, cansaço.

Tinha que admitir, aquilo estava a perder lugar na sua vida,

nem as tentativas cambaleantes interessavam mais...

sabia, sabia que estava mal-feliz...

as enormes madrugadas de agora eram a prova disso.    

 

É,  ouvir aquela voz, depois de tanto tempo, fez todo o sentido…

WAndrade – 06/06/2014

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:23

As falas do silêncio

por WAndrade, em 01.05.13

Há muito tempo que aprendera a decifrar aquele imenso silêncio.

Era o último aviso!

Era assim que desvelava o que já ruíra lá dentro, dentro do peito.

Era assim que sempre começava uma nova história.

Sabia bem que em tal quietude já ardiam vontades outras,

nenhuma astúcia seria renovada , qualquer tentativa

de amparo era escusada,

toda malícia estava agora esgotada…

É, aprendera a decifrar aquele imenso silêncio,

o silêncio só se entrega a quem ele sabe que o vai traduzir.

WAndrade – 20/04/2013

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:13

E daí?

por WAndrade, em 07.09.10

Tchau, meu amor, até amanhã! Até sempre!

WAndrade - 07/09/2010

 Tão doloroso pode ser o orgulho, não é?

Ou você acha que eu acredito nas artimanhas,

nos intrincados planos de fingir felicidade?

 Aliás não só eu, os seus amigos sabem que você

não está bem, portanto…pode parar.

 Eu escrevo o que sei e o que penso aqui, porque aqui é o meu espaço

e eu sei que você vem, quando não suporta mais a vida,

é aqui que você vem procurar paz, sossego e matar saudades.

 Como é que eu sei? Porque conheço você mais do que ninguém.

E por que te conheço? Porque te amo, te amo muito.

Não te amo demais, pois demais é quando não há mais.

E eu tenho muito amor para te dar.

 Amor do bom, daquele que te quer ver bem, como sempre foi, como sempre fiz.

 Eu não procuro nem fuço tuas redes sociais, aliás coloquei você como

“conhecidos” para não ter que receber tuas actualizações

(apesar de saber que é quase tudo invenção), claro que você não vai

dar o braço a torcer e deixar que vejam que a coisa já desandou faz é tempo.

Como é que eu sei? Porque conheço você mais do que ninguém.

Quando você ignora e congela como tem feito comigo é porque sua vida

já está de pernas para o ar há muito tempo.

 Mas nada disso me faz desistir, eu estou aqui te esperando,

aqui comigo você sempre vai ter um lugar para descansar a cabeça,

um abraço forte, um porto para ancorar suas dúvidas, seus medos e suas angústias.

Aqui não há perguntas, cobranças ou chatices.

 Vivo há muito tempo só para me ligar em coisas pequenas.

Quando você decidir que quer ser feliz e alegre outra vez, vem,

liga, chega,aparece (faz o que o teu amigo diz, me procura).

 Aqui você terá o que sempre procurou e, se quiser, um grande amor para ser bem vivido.

 Está nas suas mãos.

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:40


Mais sobre mim

foto do autor


Visitas



Wania Andrade - Formação e Revisão de textos e Conteúdo Online

WA - Formação e Revisão

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Wania Andrade -Formação e Revisão



WA - Formação Empresarial e Revisão de Conteúdo online


Google

google-site-verification: google10c0e84895c1ca43.html