google-site-verification: google10c0e84895c1ca43.html

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Habilidade

por WAndrade, em 02.01.15

torre.jpg                          WAndrade-02/01/2014

 

 

 

 

“27/02/07

Meu amor:

Com certeza eu sei que nada na sua vida e, na minha também, foi barato ou fácil...

Mas, na minha opinião, as pessoas que levam a vida com um mínimo de amor e autenticidade,

são aquelas que não escolhem as portas largas, como está no Evangelho.

De que adianta usar de estratégias para conseguir as coisas, ter as pessoas ao nosso lado? As coisas nos pertencem por mérito, por conquista.

E, as pessoas, por amor...”

Passas

Óh, arfante peito carecido...afinal o rubi, que não passa de um calhau vago, desmantela-se pelas arábicas terras das... estratégias, arfante, as estratégias…

Cintilâncias do olhar...engodos, arfante, nada mais do que engodos de um pacóvio que se sonha sultão, triste de alma, dá-se à ficção…

Sempre assim vive, correndo atrás de si mesmo para espantar seus calafrios e tormentas.

As “estratégias”? Ah, sim, caiu em todas, pato que é; agora resvala aqui e ali sua pequenina existência, ainda delirando-se grande, astuto e reinante.

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:20

"Pitadas de Inferno" - Depende

por WAndrade, em 03.08.14

Oi?

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:51

Segmentos

por WAndrade, em 20.03.14

Onde achas que chegas com esses olhos tão destituídos de luz?

A quem pensas que iludes?

Com a chave do juízo desatrelada, essa pressa de inventar ilusão,

ingrisia mais a alma já tão inquieta.

Acaso imaginavas que eras contemporâneas

ainda rendessem as inebriadas peripécias do antes? 

Cismavas que a possante fortaleza emprestar-te-ia outras graças? Fanfarras!

Ao bambear a carcaça e no desamanho da cartilha,

conta-se com quem não conta.

Porque o arrimo é primo irmão da gratidão e esta já se vai a léguas longas.

WAndrade – 16/02/2014

 

Outra vez com a vida enrolada no pescoço, não é mesmo? Tão óbvio quanto o sol…

É, meu grande amor, nada saiu como a tua “ingénua” vontade de “voar”, não é mesmo?

Desculpe, mas tenho que dizer, eu sabia, só não avisei porque você, como sempre,

preferiu pisar no coração de quem sempre te quis com sinceridade, sem truques.

Mais uma vez você caiu no conto e agora está aí, sem chão, num viver sem horizontes, ou pior, o horizonte nublado tão conhecido, na prisão do compromisso escuso, sem brilho, cansado.

Você pode até fingir que está tudo bem. Eu sei, você nunca dará o braço a torcer, sua vida está um caos, sempre o caos de sempre. Emocional e agora financeiramente, eu sei, eu sei.

Não estou contente com isso que vejo, que sei pelos outros sem nunca perguntar, as coisas chegam até mim, até mesmo na rua, pessoas que não vejo há anos me vêm contar como a sua vida está ruim, como você está mal, etc... não, não gosto de saber disso, acredite, gosto demais de você e sinto muito tudo o que está a acontecer.

Mas é isso, foi a sua escolha. Duvidosa, mas sua.

Você não acha que eu acredito nessa farsa que você tenta passar de que sua vida é muito feliz, acha?

Eu sempre disse para você se perguntar porque se tinha afastado de mim, porque me ignorava, apesar de pensar em mim sempre e com tanta frequência. Você não sabe? Vá procurar saber, ponha atenção nas pequenas coisas, nos pormenores. Tudo o que está acontecendo tem um por que (eu sei qual é). Abre o olho, meu bem, não deixe para quando não tiver mais saída. Ou quando a saída for o aeroporto, porque aí… quero nem pensar…abre o olho, cuida de você… eu só posso falar daqui, porque como seus emails são controlados, assim como a sua vontade… e seu telemóvel…você pensa que eu não sei?  

Eu sei que você vem aqui quando sua cabeça já não tem tamanho, o buraco já toma todo o seu corpo, pensamento e alma, você vem aqui se buscar, se reencontrar. E, como sempre, eu digo, a chave continua na caixa do correio, à tua espera, sem cobranças, sem julgamentos, apenas à espera da tua volta, para te fazer feliz com verdade, como sempre fomos. A sua chave já deve ter sido jogada fora, claro, mas você sabe que pode chegar a hora que for.

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:58

Fevereiro...

por WAndrade, em 16.02.14

…finalmente o primeiro dia de sol… do ano.

Dois meses de chuva , desde o Natal…

e, claro, tinha que ser num domingo, o pior dos dias para reinventar….

Tantos na praça, atletas, crianças, cães, bicicletas, casais, eu e o sol.

Tomás, o labradorzinho  preto, fez-me companhia um bom tempo,

engraçado com meus exercícios e corridas…ávidos de luz, ele e eu.

Todo em Sol, sorrisos, brincadeiras, acho que em cinco minutos dei uns

vinte e cinco “bom-dia!” Metade deles não sei a quem, não importa,

o dia está bonito, frio ainda, mas tudo compostinho!

Olha, até o afiador de tesouras apareceu com sua flauta mágica!

 

No mais, estender a alma na grama ainda úmida… ao sol!

WAndrade - 16/02/2014

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:19

Pacífico

por WAndrade, em 08.11.13

Não.

Não quero falar contigo às pressas,

como se estivesse a fugir do meu próprio destino.

Quero apear-me à tua beira, largar longe as tamancas,

deixar soltos coração, alma e pés para poder voar baixinho,

quase rente, nas temperanças do teu bem-querer.

WAndrade - 08/11/2013

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:33

Complexo

por WAndrade, em 08.11.13

Navega certo o coração incerto que se dispôs a desinventar

o sentimento.

Calado, atravessa suas marés confusas e desarejadas.

Sozinho, espreita o distante, bem-querer que sufoca dia após dia.

Sem quem para o perceber, fantasia a vida, ilude a alma

a conseguir seguir.

Navega cego o coração varrido que tentou fingir.

WAndrade - 08/11/2013

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:54

Adicção

por WAndrade, em 05.11.13

 

Mas há tratamento!

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:23

Volta e meia

por WAndrade, em 02.11.13

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:01

Escolha

por WAndrade, em 02.11.13

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:51

Artista

por WAndrade, em 20.10.13

Não sou de espalhar-me no esgarçar alheio, nunca fui,

acho torpe a vingança, vileza dá-me náuseas.

Porém considero orgulho uma desfaçatez para consigo mesmo. 

Pra que? Onde mora a dignidade de quem não sabe pedir socorro,

seja em que contexto for?

Silêncio e frieza só demonstram, mais ainda, comprovam,

o quanto o sujeito está a debater-se no seu próprio desalinho,

escondendo-se nas praças mais profundas do seu desavir.

O que me atenta não são as palavras mas justamente a ausência delas.

Atitudes desamanhadas, opostas ao que sempre se foi, alertam-me

para o sofrimento alheio.

Cá do meu castelo aprecio, sem regozijo e apeada em desagrado,

o quanto dói o descontente.

Vontade minha é de abraço, que de falatórios não carece o sofrente.

Sei o que sente, vivo-o em mim e seria exatamente o que eu desejaria,

um abraço morninho e todo, que afastasse da alma a peleia,

anuviando os rasgos e desamargando o carreiro. 

Mas há quem prefira falir sem alarde.

Tem (des)gosto para tudo ...

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:17


Mais sobre mim

foto do autor


Visitas


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D


WA - Formadora Pedagógica Certificada - Formação Empresarial


Google

google-site-verification: google10c0e84895c1ca43.html