google-site-verification: google10c0e84895c1ca43.html

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Origem

por WAndrade, em 16.08.14

Falta repertório. Ou melhor, nem é que falte, é a mesmice do próprio, passam-se os anos e  nada muda quando o assunto é o que já findou e não se sabe como, digamos, despachar (no bom sentido, claro!)

Fica aquela pasmaceira, aquele desquerer monossilábico que não diz que não mas também não aponta para o sim (fim?).

Não há briga… nem contentamento sincero. Não há corte…nem apaziguamento, apenas aquele rebuçado de mofo rolando no meio da língua, nem engole nem regurgita, quando muito, inventa um não sei que de “deixa disso, me abraça”, mas já sabendo o fogo extinguido, cinzas.

E aí a cantoria se repete, não sei… pode ser… meu bem… mas nada que venha com gana ou gozo, apenas o continuar de uma situação de pouco grado, onde já não há caminho.

Ainda se tenta ir à Bahia, molhar os pés ou sacudir o esqueleto… porém nada mais brilha (se é que um dia deu lustro), nada futura-se agora.

Falta repertório. Ou melhor, é o mesmo, o de sempre, o que não muda. E o sorriso descora, o prazer desbrota e a educação aflora (perigo!!!)

E um breve olhar para o passado mostra que este foi sempre, desde sempre, o “MO*” do desagravo.

Senta aí.

WAndrade – 16/08/2014

*Modus Operandi

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:12

Paralelas

por WAndrade, em 23.07.14

Boa tarde, a todos os mais de 11.000 amigos e mais do "Inferno".

Obrigada!

 

É curioso, quando eu postei isto:

http://euminfeerrno.blogs.sapo.pt/pitadas-de-inferno-especial-147428,

parecia estar a ter uma premonição ou coisa do género...

É, é mesmo um infeerrno!!!  Ou não!!!

 

Não é a primeira vez que falo disso aqui, mas a vida, a vida,

definitivamente é ávida, uma cobradora extremamente pontual, credo!

E não, isso não me deixa, absolutamente, feliz ou em regozijo,

ao contrário, sinto é um constrangimento agudo, um incómodo,

quase uma náusea.

E nesse momento só o que posso pensar é e se eu tivesse reagido da mesma maneira?

Sabe, e se eu tivesse dito: - “você gosta da sua dor, por isso ninguém consegue ajudar”.

E se eu não tivesse dito mais nada durante meses, ou ainda e se eu tivesse

simplesmente sumido?

É, meu bem, a vida é avida, ávida de voltas, ávida de contrapontos,

de contratempos e de impensáveis (?) contradanças, para nos mostrar

que tudo pode acontecer a todos a todo o momento.

Mas não se preocupe, estive, estou e estarei sempre aqui,

para o que der e vier, aconteça o que acontecer.

As suas duras palavras, as suas atitudes insensíveis, o seu sumiço nas horas

em que mais precisei, nada disso guardei... aprendi, superei e fortaleci.

 

Para poder agora, melhor do que antes, te dar a mão forte e o abraço apertado de que tanto precisas.

WAndrade – 23/07/2014

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:23

"Pitadas de Inferno" - Id

por WAndrade, em 04.07.14

 

 Nada impede. Nada impedirá.

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:03

Camarote

por WAndrade, em 15.04.14

 

 

 

 

Isso, assim, muito bem!

 

 

Marcando território...

             

WAndrade

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:10

E porque não?

por WAndrade, em 03.04.14

Depois de tanto tempo sem olhar para o espelho com os olhos das vaidades,

(sim, arranjava-se apenas lá para conferir se ainda não saía de casa

aos quadrados e às listras tudo num conjunto só), deu com aquilo.

Não ligou importância, afinal, há tanto tempo não tinha uma surpresa,

que pensou estar a passar-se, agora dos olhos, porque da cabeça…

Um pouco contra a vontade chegou mais perto a verificar e…

ora bem, suas sobrancelhas estavam voltando!!!

O último baluarte que a quimioterapia derrubara, voltava triunfante ao lugar que lhe pertencia.

Ficou ali a olhar praquilo, criança que ganha um doce inesperado, mas não pensou em tudo o tinha acontecido deste tempo para cá.

Apenas sorriu com o pensamento terno que lhe veio à cabeça,

“suas sobrancelhas estavam voltando…”

WAndrade – 03/04/2014

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:49

Ops!

por WAndrade, em 18.11.13

 

WAndrade -18/11/2013

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:20

Adverbo

por WAndrade, em 02.11.13

É, eu posso não saber onde você mora, não importa.

Eu sei aonde você vive.

WAndrade - 29/10/2013

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:29

Texto justificado

por WAndrade, em 20.01.13

Aqui do meu canto fico a me perguntar se vale a pena. Valerá?

 

Eu, por mim, dava acalanto, mar que chegasse e respeito. Alguma farra, que isso lá compete…e também do mais sincero sentimento, daquele que te põe, e só a ti, no centro, sabes?

Daquele que te dá orgulho de olhar para o lado e sentir-se pleno, arfante e rubro (ai, só de pensar…).

E mais, admirar, que sem isso não vive ou sobrevive qualquer achego.

Não posso amar quem por quem não sinto admiração, quem por quem não me enche o peito ao dizer: “é meu”!!! Tem coisa mais bonita do que dizer/pensar:” Foi meu amor que fez! Foi meu amor que disse isso! Foi meu amor que etc, etc, etc…”?

Mas para isso tenho que ver no meu amor mais do que momentâneas centelhas de apego.

O que incendeia e mantém brasa viva, põe e dispõe de competências variadas, não apenas de eloquências restritas, isso cansa, isso passa, isso tem muito por aí, finda quando apaga-se o cigarro. Arrefece, enfada e cai no nada nosso de cada dia.

 

Mas porque mesmo que comecei a falar disso?

WAndrade - 20/01/2013

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:19

E daí?

por WAndrade, em 07.09.10

Tchau, meu amor, até amanhã! Até sempre!

WAndrade - 07/09/2010

 Tão doloroso pode ser o orgulho, não é?

Ou você acha que eu acredito nas artimanhas,

nos intrincados planos de fingir felicidade?

 Aliás não só eu, os seus amigos sabem que você

não está bem, portanto…pode parar.

 Eu escrevo o que sei e o que penso aqui, porque aqui é o meu espaço

e eu sei que você vem, quando não suporta mais a vida,

é aqui que você vem procurar paz, sossego e matar saudades.

 Como é que eu sei? Porque conheço você mais do que ninguém.

E por que te conheço? Porque te amo, te amo muito.

Não te amo demais, pois demais é quando não há mais.

E eu tenho muito amor para te dar.

 Amor do bom, daquele que te quer ver bem, como sempre foi, como sempre fiz.

 Eu não procuro nem fuço tuas redes sociais, aliás coloquei você como

“conhecidos” para não ter que receber tuas actualizações

(apesar de saber que é quase tudo invenção), claro que você não vai

dar o braço a torcer e deixar que vejam que a coisa já desandou faz é tempo.

Como é que eu sei? Porque conheço você mais do que ninguém.

Quando você ignora e congela como tem feito comigo é porque sua vida

já está de pernas para o ar há muito tempo.

 Mas nada disso me faz desistir, eu estou aqui te esperando,

aqui comigo você sempre vai ter um lugar para descansar a cabeça,

um abraço forte, um porto para ancorar suas dúvidas, seus medos e suas angústias.

Aqui não há perguntas, cobranças ou chatices.

 Vivo há muito tempo só para me ligar em coisas pequenas.

Quando você decidir que quer ser feliz e alegre outra vez, vem,

liga, chega,aparece (faz o que o teu amigo diz, me procura).

 Aqui você terá o que sempre procurou e, se quiser, um grande amor para ser bem vivido.

 Está nas suas mãos.

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:40

Bíblico

por WAndrade, em 21.12.09

Muita atenção ao que vc planta! Isso é bíblico!

 

Muito boa semana a todos nós!

 

 WAndrade - 21/12/2009

 

Olha, você sabe que pode contar comigo

aconteça o que acontecer.

Sei que o seu orgulho vai dificultar muito

as coisas para você, mas eu estou aqui

e sei que você está sempre aqui no blog.

Quando quiser e precisar falar, venha, sem problemas,

eu sei que as coisas estão mal e mesmo você tendo 

fechado a porta, pensando que tudo

seria céu e que nós, nunca mais ,

 eu estou e sempre estarei aqui.

 

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:07


Mais sobre mim

foto do autor


Visitas



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D


WA - Formadora Pedagógica Certificada - Formação Empresarial


Google

google-site-verification: google10c0e84895c1ca43.html