google-site-verification: google10c0e84895c1ca43.html

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Segredo

por WAndrade, em 27.10.14

Deita, amor meu, deita.

Deita que esta cidade quieta, de mim repleta,

espreita, zelosa, teu sono vazio.

Deita, amor da minha vida, descansa, aqui não te

alcança maleita malsã ou qualquer desvio.

Sossega sem pressa tua alma inquieta,

hoje discreta de sonhos e em eterno fastio.

Aqui a guarda é somente aos teus sossegos, nada te obriga,

a nada te obrigas, vem.

E apenas deita, minha vida, desliza, que há muito preciso

desta doce cantiga do teu ressonar.

WAndrade – 28/09/2014

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:36

Viagem

por WAndrade, em 03.10.14

Quem sabe, desenhando?

 WAndrade - 03/10/2014

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:14

Dulce

por WAndrade, em 27.09.14

Mas esteve todo o tempo aqui, por aqui tudo. Era a simples questão de ver.

Sem ressábios, na certeza de que a chegada seria sempre bem-vinda.

Era um tantinho de procurar e pronto, o beijo guardado em folhas de

alfazema, o abraço prontinho e silencioso, que assim apraz.

E paz, semeada em terras de solidão, brotada mansa, como agora precisa.

E mãos de abrigo que brincam de esperança,

sem pressa, borboletas assanhadas, mas nada de assustar,

que o momento é de remanso.

E tem carinho, tem cuidados, tem sorrisos, incensos, lavandas

e mais o que a saudade ensinou a guardar com zelo.

Esteve todo o tempo aqui, por aqui tudo. Era simples questão de vir.

WAndrade – 27/09/2014

ainda é...

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:34

Cuidados

por WAndrade, em 19.04.14

Girassol, bem queria falar contigo hoje.

Agradecer com flores e abraços por teres ficado,

quando a vida fingiu que não viu.

Beijar teus olhos de mel, que viram carinho

onde nem eu queria bem olhar.

Pegar tua mãozinha delicada, que cuidou do dói-dói

como quem brinca de flor, e amarrar na minha como quem quer casar.

Enfim, beijar tua boca doce, doce de fruta tão doce e, ali, dentro dela

te dizer…

ah, deixa...se quiasesses ouvir...

 

Para o girassol que cuidou de mim.

WAndrade – 16/04/2014  

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:37

Janelas de Outono

por WAndrade, em 19.04.14

Com grande prazer e a alegria de um reencontro marcado pelas estrelas,

pelas folhas de um outono longínquo (ainda bem), divido com vocês,

meus 9000, esta escritora, cantora, dona de artes tantas: Vera Mello.

 

Algumas folhas de maple

resistem à crueldade do frio

elas me indicam o rumo do vento

o destino dos sonhos

o valor do acaso

meu tempo de ocaso

pra elas me visto

por elas caminho

por elas me atalho

e é delas que ainda me valho

quando desfolho

e insisto

Vera Mello, Montreal, Outubro de 2009

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:21

Um mimo

por WAndrade, em 16.04.14

Ah, meu bom amigo, não sei o que dizer...

mesmo de dentro destes meus milentos anos de estrada,
não te sei responder...
não sei de que alegorias usar para desanuviar o que sentes.
Talvez por sentir o mesmo.
Mas de uma coisa sei, de certeza: não passa...
congela, se é que isto adianta de alguma coisa, dorme-nos...pra lá da alma...
entorpece, se é que isso tem alguma serventia...
no mais, o sábio de nós dois és tu, então
"calma, calma que ainda lá não chegamos!",
a procissão ainda vai no adro e nós ainda vamos nos rir disso tudo.
Um beijo.
Para o Victor, depois de mim, meu capricorniano preferido.
WAndrade - 16/04/2014
DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:44

Sete Fontes

por WAndrade, em 03.11.13

Meu novo paradeiro nestes domingos outonais e solarengos.

Aqui um vento brando acaricia árvores de folhinhas meninas e inquietas,

que aquiescem aos mimos com murmúrios e gemidos, lânguidas e frescas.

Passeio pelas estradas pintadas de folhas castanhas e nelas meus passos

brincam de farfalho.

Largo-me neste momento quente, quase, quase adormecendo,

nos verdes vários onde me entrelaço, nesse quase silêncio de mim.

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:29

Do escrevinho

por WAndrade, em 09.08.13

Não receies querida, não é assim que me ponho à prova.

Meus próprios ensaios resguardo num cavo esquecido de mim,

não vá a tentação esgueirar-se por uma fresta qualquer que não poli,

e, sem dó, trazer-me desprevenida à tona, dando lume aos meus descobertos.

Não são minhas as sinas que descortino nesta senda, ou não só.

São as vidas que colho num ouvir mais atentado,

os silêncios que imploram liberdade, as veladas verdades que anseiam

ousadias e veemências. Quem sou eu?

Eu apenas reflito o palavrório dos passantes e não me tiro da cartola assim tão fácil. Não mais.

Não receies querida.

WAndrade – 15/04/2013

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:06

Coisas cá comigo...

por WAndrade, em 10.01.13

Olhos tranquilos são olhos que brilham e ponto.

só vi esse um brilho quando das risadas tão conhecidas, parceiras.

Há coisas que não podem ser negadas (mesmo que seja de maior vontade)

O corpo "fala", denuncia e eu decifro, como sempre

Não adianta querer mudar o nome do sentimento, o amor está presente, vivo,

e eu decifro, como sempre...

Palavras, ah, palavras...atitudes e feitos é que demonstram, quando a vida não permite mais

e eu decifro, como sempre

Decifro porque conheço cada palmo dessa alma em desalinho, que procura abrigo, mesmo que não saiba

Porque sei salteado e de cor cada fração desse coração que se quer forte mas que anseia colo, mesmo que não diga

sei um de cada pedido de socorro desse rosto aflito que se mostra inteiro, quebrado pelo vivido

Olhos tranquilos são olhos que brilham.

 

Vi esse brilho no encontro com os meus. E ponto!

WAndrade - 10/01/2013

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:37

E daí?

por WAndrade, em 07.09.10

Tchau, meu amor, até amanhã! Até sempre!

WAndrade - 07/09/2010

 Tão doloroso pode ser o orgulho, não é?

Ou você acha que eu acredito nas artimanhas,

nos intrincados planos de fingir felicidade?

 Aliás não só eu, os seus amigos sabem que você

não está bem, portanto…pode parar.

 Eu escrevo o que sei e o que penso aqui, porque aqui é o meu espaço

e eu sei que você vem, quando não suporta mais a vida,

é aqui que você vem procurar paz, sossego e matar saudades.

 Como é que eu sei? Porque conheço você mais do que ninguém.

E por que te conheço? Porque te amo, te amo muito.

Não te amo demais, pois demais é quando não há mais.

E eu tenho muito amor para te dar.

 Amor do bom, daquele que te quer ver bem, como sempre foi, como sempre fiz.

 Eu não procuro nem fuço tuas redes sociais, aliás coloquei você como

“conhecidos” para não ter que receber tuas actualizações

(apesar de saber que é quase tudo invenção), claro que você não vai

dar o braço a torcer e deixar que vejam que a coisa já desandou faz é tempo.

Como é que eu sei? Porque conheço você mais do que ninguém.

Quando você ignora e congela como tem feito comigo é porque sua vida

já está de pernas para o ar há muito tempo.

 Mas nada disso me faz desistir, eu estou aqui te esperando,

aqui comigo você sempre vai ter um lugar para descansar a cabeça,

um abraço forte, um porto para ancorar suas dúvidas, seus medos e suas angústias.

Aqui não há perguntas, cobranças ou chatices.

 Vivo há muito tempo só para me ligar em coisas pequenas.

Quando você decidir que quer ser feliz e alegre outra vez, vem,

liga, chega,aparece (faz o que o teu amigo diz, me procura).

 Aqui você terá o que sempre procurou e, se quiser, um grande amor para ser bem vivido.

 Está nas suas mãos.

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:40


Mais sobre mim

foto do autor


Visitas



Wania Andrade - Formação e Revisão de textos e Conteúdo Online

WA - Formação e Revisão

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Wania Andrade -Formação e Revisão



WA - Formação Empresarial e Revisão de Conteúdo online


Google

google-site-verification: google10c0e84895c1ca43.html