google-site-verification: google10c0e84895c1ca43.html

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Semblante

por WAndrade, em 20.10.13

Um dia podia contar-te... detalhes dessa estória.

Um dia...

Porém, não gosto nada da ideia de macular a tua doce alma,

teu coração fresco de sentimentos genuínos e abrangentes.

Não merecias saber que tudo aquilo que (ouves) ouviste durante anos,

não passa de um enganbelo traiçoeiro, sob véus malfazejos que entornam

a alma frágil e desajeitada, que traça apenas vôos mirrados, corrompida

por outra, desvalida e vã.

São tempos de calar para não te sujeitar a tamanho desengano, não mereces.

Tramas estranhas exibem um estar bem que há muito se sabe roçado,

ranço na raíz. Firulas desguarnecidas de qualquer, qualquer verdade,

buscam inventar o que è morto, nato morto.

O orgulho, amo fartado desta triste fantasia, enlaça as pobres alegorias que

a ti são apresentadas como verazes galhardias e mascara o que por si só é fachada.

Por ora nada direi, meu afeto por ti é grande demais, meu respeito por tudo

o que construímos, maior ainda.

Mas um dia saberás a verdade e, se calhar, não por mim.

WAndrade - 14/10/2013


DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:49

Dia

por WAndrade, em 18.10.13

Lembrei, lembrei sim, mas guardei para mim.

É de mim, é meu jeito, neve derrete. E eu sei esperar.

Wandrade - 18/10/2013

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:16

Solo

por WAndrade, em 02.10.13

WAndrade-02/10/2013

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:11

Atual...

por WAndrade, em 02.10.13

Numas limpezas que estou a fazer

por aqui, encontrei este samba que fiz em Março de 1981.

Tem lá sua piada porque é, digamos, tão atual...

 

"Trato com seringa:

Num inventa que tu já não tem mais idade pra isso,

num procura, porque quem procura sempre acha

num agita, vê se não faz reboliço,

tu já tá manjado e neguinho vai rir na tua cara.

Num faz charme que tu já não tem mais 15 ano

Num faz rolo, sai com calma, sem alarde

num apronta, sai com jeito, num faz clima,

Quem não tem bum-bum, não faz trato com seringa

quem não tem bum-bum não faz trato com seringa"

WAndrade - 03/1981

PS: os erros de português são propositais, ok????

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:44

Estou?

por WAndrade, em 07.08.13

Claro que não foi engano... você sabe, claro que sabe...

Só não tive coragem de dizer... da saudade, do amor

que ainda é teu...

Menti, desculpe.

Mas ouvi a tua voz...

claro que não foi engano...

WAndrade - 07/08/2013

 


Esconderijo

Eu não preciso ver você , saber de você, fuçar o seu facebook ou

perguntar, nada disso. Você vem a mim como os presságios. 

As mesas elegantes que você frequenta, tem caras...e bocas, meu bem, muitas bocas.

A sua tristeza, a sua não felicidade, as coisas que você finge ser,

seus arrependimentos, a sua vontade de me ver, de falar comigo, as suas vitórias,

aquela coisa forte e as engraçadas que nós

tínhamos, tudo o que você sente, chega até mim.

Nem eu sei como e porque, mas sinto.

Sinto quando você está mal, quando não dorme,

quando passa as madrugadas na net,

sei quando você me procura, às escondidadas, claro...

sei quando o seu trabalho está ruim, quando a sua cabeça

parece que vai explodir de tanta coisa

para resolver. Sei que o fogo já se extinguiu e você não sabe

o que fazer, com nunca soube nessas situações.

Sei que você se sente numa prisão...

sei que você, bem, a cama, sabe? É, eu sei de tudo!

Você não sabe, mas você é um pedaço eterno de mim

e eu de você, por isso eu sei tanto, eu sinto tanto.

Você não acredita, mas o que você vive lhe foi e é impingido.

Mais não me cabe a mim dizer. Descubra, fique alerta e saberá.

Você não fala comigo, não sabe se eu morri ou se vivi, como está

sendo a minha vida, se eu estou bem ou pior.

Você nunca se perguntou porque não fala comigo? Fique alerta!

Outra coisa que eu sei é que você não está bem, tudo vai mal, aliás,

mas o seu orgulho jamais deixará você dar o braço a torcer, portanto,

deixo aqui claro o meu amor (se é que precisa) e a certeza de que pode vir

quando quiser.

A chave da porta lá de baixo está sempre pendurada na caixa do correio

(por dentro) e a de casa, esta você tem. Ainda tem?

Para o caso de não ter, meu número você tem. Não tem?

WAndrade - 17/11/2013

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:34

Sabbatum

por WAndrade, em 20.07.13

Às vezes pensava que apesar de todas as diferenças

nas histórias que se descruzaram por motivos vários,

que apesar dos momentos dissemelhantes,

dos desaveres e desavinhos, das entrelinhas e distância, pensava…

Pensava que apesar do laçarote gasto e mal feito naquele

presente descabido e que apesar de viver e desviver só seus descosturos 

e desalinhos...

sabia, como sabia, passavam, cada qual com sua sina,

os sábados assim, na mais completa solidão…

WAndrade – 20/07/2013

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:40

Vazios

por WAndrade, em 19.07.13

Quis o vento, o mar, a terra inteira a seus pés, os moinhos.

A lua, não fazia questão, mas por inteiro o céu para voar ilimitado,

porém o pensamento desgovernado não atinava que só aprende

o vôo quem dá valor às asas que tem.

Quis…as noites, as ruas, braços, percalços viessem, quis.

Incauto de verdades, o coração era inteiro um desguardo,

no fundo, no fundo, vivia num deserto, rodeado de  lacunas, oco.

Mas queria era função, arredar do pensamento o que fosse ponderável,

fazer da vida um infindável navegar de nadas e assim instigar, por certo, alguma graça.

Pois é, quis e apostou alto todas as fichas…

No destrambelho em que agora se encontrava, farsava

a alegria dos inebriados como verdadeira fosse.

O coração? Este, vagava pelo peito ainda mais deserto, descalvado e vago,

caído em desabrigo…

Céu ilimitado como queria… de vazios.

Pois é!

WAndrade – 19/03/2013

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:54

Ilusão

por WAndrade, em 14.05.13

A gargalhada histérica e deseducada ressoou rua a fora...

definitivamente não combinava com os olhos apagados e inertes

e nem com as rugas já tão desenhadas na cara que insistia em mentir

a alegria dos parvos, tolos, tolos...

Ah, criança não fosse teu feitio tão magro de firmeza, tão insóbrio e pouco

pensaria pegar-te outra vez ao colo, aninhar-te como nunca o tiveste

e com as mãos de jardineiro que um dia moldaram-te a flor

e bem mais os espinhos, levar-te aos céus que conheceste

com elas e só com elas...mas não, não agora que perdes-te

em ilusões tacanhas...não agora.

Agora deleito-me apenas a assistir, em cena aberta, o que tentas em vão.

Quando o sol te torturar de enfado e a lua te abandonar, matreira

hás de achar-me, sabes onde...por enquanto,

continua a tentar, meu bem, continua a tentar...

WAndrade - 14/05/2013

 

Misturado

Mentir... para si mesmo, pois que precisar acreditar tanto no

próprio embuste o torna realidade.

Por um ínfimo e  ilusório minuto.

Enfeitar um palco de miragens tendo como pano de fundo

lembranças que se deseja esmagar. Sem sucesso.

Dar-se… aos gritos e gemidos flácidos, franqueados ao público,

na ânsia desesperada de atingir o… que não consegue,

na ânsia desesperada de sentir o que, afinal, não se vem.

Sentir a necessidade de a alma, ressentida, extraviar o dano, ignorando

que esta, quanto mais vingada, mais requer agravo e menos se sente farta.

Usar pessoas para intuitos vagos e imprecisos e mesmo assim

não extinguir o que se lhe consome.

Olhar para o lado e perceber, sem nuvens que, ainda que a vida lhe tenha

socorrido com um ostentoso ornamento, esta daria para ter ao lado,

outra vez, aquilo que agora tenta em vão abolir  da própria existência.

WAndrade - 26/05/2013

Troco

Menino, que suadeira!

Isso lá é vida? Ontem lá, hoje talvez, amanhãs sem dono,

rastos se espalham, vários, pela batalha do desafronto, óh dó!

Há manhãs fugidas, corridas e retornos ao de outrem,

valha-nos a santa! Vale a pena?

Nada é de jeito, façanhas passam e só mormaço despela a alma.

O véu da novidade é inclemente como tudo, ao cair instala cansaço e fel.

Peripécias fugidias, sem onde para descansar, enfadam.

Variâncias intermináveis embaçam e toscam o que era para ser bom.

Mas bom é o que se pretende verdadeiro e não de feitio torto,

espalhafato barato, para ostentar contentamento e gozo.

WAndrade - 26/05/2013

Contrário

Desculpe, mas não deveriam ser olhos a pingar estrelas quando piscam?

Ou uma tranquilidade quase monástica, aquela aura

de leveza que se percebe ao longe?

Ou ainda aquele sorriso bobo, por nada, por tudo, um cintilar

no corpo todo, que faz quem vê se admirar?

Não era para instalar-se no corpo a formosura fresca dos

diletantes do intenso?

E não seria caso para afagar-se em vestes de fadas, bonitezas à mostra?  

Ou muito me engano mas há fastio nesta intenção de farto,

há soslaios inquietos, uma mira enviesada e casmurra, uma qualquer dose

contrafeita no proveito.

Na alma desfiada em maleita, a instância da cedência é clara, muito clara.

Tudo rubra ao contrário no desvigor de tamanha ânsia de castigo,

ao contrário, muito ao contrário.

WAndrade - 26/05/2013

 

 

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:24

Sem resultado

por WAndrade, em 13.05.13

Continua a tentar, meu bem...continua a tentar!

WAndrade - 05/2013

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:11

Salvaguarde-se

por WAndrade, em 25.04.13

Ah, não…não digas nem penses o que, fatalmente,

te queimará a língua inexata e a alma malsã de hoje.

“Não quero… nunca mais… nem que fosse o último ser humano sobre a terra…Deus me livre!”

Afasta do pensamento, agora amargo, tais impropérios

que só machucam a quem os proferem.

Quando esta manhã espalhar em ti de novo o viço deste sol

que desdenhaste; amanhã, quando teu coração arrebatado outra vez,

aquietar-se, aos poucos, do momento do amor

e renasceres brilho à luz do olho que te guardou à espera,

lembrarás, em aflição, do não desaforado que prometeste e aí saberás, em um afago, não é o que não querias, é o que tinha de ser.

WAndrade – 21/04/2013

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:08


Mais sobre mim

foto do autor


Visitas


Posts mais comentados


Wania Andrade - Formação e Revisão de textos e Conteúdo Online

WA - Formação e Revisão

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Wania Andrade -Formação e Revisão



WA - Formação Empresarial e Revisão de Conteúdo online


Google

google-site-verification: google10c0e84895c1ca43.html