google-site-verification: google10c0e84895c1ca43.html

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Semblante

por WAndrade, em 20.10.13

Um dia podia contar-te... detalhes dessa estória.

Um dia...

Porém, não gosto nada da ideia de macular a tua doce alma,

teu coração fresco de sentimentos genuínos e abrangentes.

Não merecias saber que tudo aquilo que (ouves) ouviste durante anos,

não passa de um enganbelo traiçoeiro, sob véus malfazejos que entornam

a alma frágil e desajeitada, que traça apenas vôos mirrados, corrompida

por outra, desvalida e vã.

São tempos de calar para não te sujeitar a tamanho desengano, não mereces.

Tramas estranhas exibem um estar bem que há muito se sabe roçado,

ranço na raíz. Firulas desguarnecidas de qualquer, qualquer verdade,

buscam inventar o que è morto, nato morto.

O orgulho, amo fartado desta triste fantasia, enlaça as pobres alegorias que

a ti são apresentadas como verazes galhardias e mascara o que por si só é fachada.

Por ora nada direi, meu afeto por ti é grande demais, meu respeito por tudo

o que construímos, maior ainda.

Mas um dia saberás a verdade e, se calhar, não por mim.

WAndrade - 14/10/2013


DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:49

New Season

por WAndrade, em 19.09.13

Ora bem!!!!  Sim, senhor!!!

Após tão benfazejas e visionárias, acabam-se as férias e vemos,

com o entusiasmo de um robalo frito, a reabertura do… “congresso”

que, aspirante a sucessos flauteados, “esbalda-se”  na dinastia acochambrada.

Óh convívio exuberante inculcado de gargalhos, piseiro de achincalhos em

demonstrações inócuas de “galhardias”!

Veremos outra vez estender-se a balda no reduzido palco,

o lupanar de garbo pretendido que, como já se sabe,

é tão desprovido de qualquer essência nobre ou meritória.

Pois bem, vamos a isso, no mínimo, desfrutaremos, na troça, claro,

dos risos espalhafatosos e desprivilegiados,

das “arfâncias” excorgitadas, dos "plangores" chamativos e gorados

(como sempre), encruados nestas almas cruas e seus instintos velhacos.   

 

Wandrade - 19/09/2013

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:04

Indubitável

por WAndrade, em 10.08.13

Queria escrever algo que fosse definitivo, reto e que não deixasse dúvidas,

porque nem tudo o que parece é ou parece ser.

Às vezes é preciso fintar a realidade para chamar a atenção daquilo

que é sonho, é preciso não dizer para ser compreendido,

é preciso enganar para ser observado.

E porque nem sempre se pode e nem sempre se perde, há que ir levando

em jeito de aceitação aquilo que o coração abafou mas não conseguiu calar.

Fui clara?

WAndrade – 10/08/2013

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:35

Do escrevinho

por WAndrade, em 09.08.13

Não receies querida, não é assim que me ponho à prova.

Meus próprios ensaios resguardo num cavo esquecido de mim,

não vá a tentação esgueirar-se por uma fresta qualquer que não poli,

e, sem dó, trazer-me desprevenida à tona, dando lume aos meus descobertos.

Não são minhas as sinas que descortino nesta senda, ou não só.

São as vidas que colho num ouvir mais atentado,

os silêncios que imploram liberdade, as veladas verdades que anseiam

ousadias e veemências. Quem sou eu?

Eu apenas reflito o palavrório dos passantes e não me tiro da cartola assim tão fácil. Não mais.

Não receies querida.

WAndrade – 15/04/2013

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:06

Sobrevida

por WAndrade, em 25.07.13

Desculpe, mas acho que não me fiz entender.

Não pedi opinião nem ajuda nem apoio.

Vivo, com vivo comigo e a mim me basto...aliás, mentira

Vivo, com vivo comigo e com este amor, que a mim me basta, 

me alegra, me assusta, me susta às vezes, dá-me asas, lágrimas

sorrisos e loucura.

Vivemos aqui pelas dobraduras das ruas, no céu, no mar,

nos caminhos meus, nos cantos da casa de flores e mirra no ar.

Mas insisto, a mais ninguém interessa meu tortuoso ou meu justo,

não mais, não agora que, a penas de seixo,

desdobrei meus silêncios, olhares e algum naco inquieto de paz.  

Esse direito dou aos poucos, a poucos, muito poucos.

Eu comigo me dano ou me entendo, comigo e com este amor sobrevivo.

WAndrade - 25/07/2013 

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:32

Encantadora de almas

por WAndrade, em 26.06.13

Meu amigo poeta, Velto Silva, de quem tenho um poema aqui,

disse outro dia que eu era uma "encantadora de almas".

Um carinho que agora retribuo.

 

Chamaste-me encantadora de almas?

Não, meu caro parceiro, nem por isso.

Apenas não me furto a olhar de frente para o que de frente está e não só,

Erma em mim, aprendi que falar é fácil e querer mostrar é ardil danoso,

aparentar é cadafalso, dissimular é fraqueza, esconder é grito,

silenciar é teia.

O vento atravessa-me notícias, olhares e vagares e, assim, vou desvendando

 almas latejantes, distantes de serem calma.

Encantadora de almas?

Não, traduzo apenas os sentimentos soslaios e tristes

que alguém esquece vez por outra em mim.

WAndrade – 06/05/2013

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:40

(Im)pressiona

por WAndrade, em 09.05.13

A questão não foi a festa fora d’horas

Ou as companhias repentinas e já tão íntimas…

Também nem foi o suposto colóquio arfante

para mostrar vitórias e que tudo já passou…

A questão foi o olho embaçado ao bater no meu

Tentaste mostrar supremacia, vi saudades

Aparentavas frieza mas tremias, ah, tremias

Quiseste armar-me uma cilada? Tempo perdido,

criança, não sabes ainda armadilhar

Mas uma coisa sabes, no fundo da alma, sabes

Ninguém nunca te vai levar onde só eu consegui…

Continua a tentar.

Wania Andrade – 09/05/2013

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:54

Em paz

por WAndrade, em 15.04.13

 

Saber que aquilo que ronda o dia-a-dia é espuma rala,

só resvala, mas vá lá…

Viver noites repletas de insignificantes texturas,

onde a teimosia agora débil tateia indefesa e

num "dá para o gasto" desconfortável,

que o orgulho agora roto aceita cabisbaixo.

Tragar as soluções dos magos na finta

de envergar o que ansiou sucesso e, assim,

esparramar na cama áurea a imensidão… dos solitários.

Ah sim, é paz!

WAndrade – 15/04/2013

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:21

Amarras

por WAndrade, em 06.03.13

Agora sim!

Voar acima do impossível, rasantes, levantes, pairantes…tudo seu!

Tudo é do melhor porvir, tudo ousa, tudo solto, tão largo é o horizonte! Ah, agora sim!

Distraiu-se no devaneio. Levou com um vento estragado pela quina, nem percebeu…

só deu conta quando o amarrilho já era irreversível.

E agora…

WAndrade - 05/03/2013

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:04

O bailado de Maria

por WAndrade, em 06.03.13

O luar tomou nos braços a estrada como um amante ciumento

O tempo parou, parecia…nem vento!

Só aquele silêncio manso de amor que espera.

Ali a moça surgiu quase como do nada, surgiu apenas.

Leve, dançou sob o luar sem dar conta do que fosse,

apenas gingou seu bailado de rainha.

Nas sombras daquela luz, a curvatura do corpo fino ficava ainda mais envolvente,

quase como um carvão sobre papel, só um vulto, somente…

esvoaçava-se  faceira, cortejando a madrugada tão sua,

dona que era da noite, nascia e bailava, furtiva… na lua.    

WAndrade - 05/02/2013

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:02


Mais sobre mim

foto do autor


Visitas


Posts mais comentados


Wania Andrade - Formação e Revisão de textos e Conteúdo Online

WA - Formação e Revisão

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Wania Andrade -Formação e Revisão



WA - Formação Empresarial e Revisão de Conteúdo online


Google

google-site-verification: google10c0e84895c1ca43.html