Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Pitadas de Inferno - Acervo

por WAndrade, em 25.10.17

onça.jpg

 WAndrade - 25/10/2017

 

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:07

Vernilha

por WAndrade, em 08.07.17

Achavas.jpg

 

 Sobre poema de Esther Chaves

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:50

Reditum

por WAndrade, em 05.03.17

Bom domingo, ótimo Março a todos nós!

E o carnaval? Todos refeitos? Para quem é da Portela, congratulações "verde e rosa" (sou Mangueira de alma) e muitos parabéns! Cá em Portugal (Mealhada) a Mangueira foi vencedora, por isso estou feliz e feliz e feliz.

E ocupada, o meu curso está na reta final, depois do estágio tenho muito a contar... por hora, apenas que ...

olha, "o ser humano não falha" ...Ô!

Semana de muita paz, alegrias, abundância e gratidão sempre, sou grata, sou grata, sou grata!

reditum.jpg

 

 

WAndrade 05/03/2017

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:18

Melhorio

por WAndrade, em 15.10.16

Então…

Olha, eu faço grosserias às pessoas mesmo, junto-me ao piorio para mal dizer e prejudicar os outros (claro que sem o meu nome aparecer, só o deles).

Ah, eu também gosto de impor o meu parecer aos gritos e ofensas, e aproveito-me do mais fraco para sobressair, sabe?

Inclusive sou de humilhar (os mais fracos, como é óbvio), aos que detêm poder e importância, dou graxa, choro, adulo imenso e desfio meus males intempéries e com ares hollywoodianos de fazer verter lágrimas a um poste.

Hum…também me apraz espezinhar, mandar bocas (embora eu sempre afirme que sou de cara a cara, e de olho no olho…); levantar-me aos solavancos (afinal sou pessoa de peso…) e sair dos lugares a bater portas é a minha especialidade (ai, sim, devo tê-la trazido do meu recém-extinto matrimónio). Falo com as outras pessoas quando e se entender, ora! De preferência com quem me vá acre$$$centar algo… se é que me faço entender…

Em questões de trabalho, que ora não tenho inclusive, é de grande estranhar, visto que melhor profissional do que eu a ver vamos se conseguem…isso quero eu ver! A ver vamos se conseguem!

Bem, os meus, pouco ou nada dirigem-se a mim (apesar do tanto que eu lhes provi e ensinei) todos sem razão, como é evidente…mas deixem lá, afinal eles é que perdem o ser afectuoso e sincero que eu sou.

No mais, gosto de mandar, aos gritos, sempre aos gritos, desvalorizo toda e qualquer opinião que não seja a minha, como é óbvio, e até àqueles que me “servem” a mim, sem o saber, mostro onde é o seu devido lugar… detesto misturas…

Mas é assim a vida, os melhores, como eu, são sempre os que sofrem, os que pagam...digo eu...

                                                                                                                                                                                                               WAndrade – 15/10/2016

“Além de você, ninguém é responsável pelo seu fracasso. Nem Deus, tá?”

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:25

Acrescento

por WAndrade, em 10.10.16

Olá!

Tenho recebido convites seus para as diversas redes sociais, com um enorme ponto

de interrogação.

Não percebo, eu não possuo conhecimentos de vasta importância nem amigos influentes, os meus são pessoas grandes, sim, grandes em carinho, apoio, carácter e na arte de ficarem junto a mim em todos os momentos, principalmente os difíceis.

Meu carro não é último tipo, apesar de servir a todos os fins de que necessito.

Minha carteira não é recheada, mas é basta para que eu tenha o necessário para uma vida digna, recta, sem a necessidade de pedir nada a ninguém.

Minha casa é linda e positiva e de bons augúrios, porém nada tem de castelar.

Eu transformei-a num lar do bem e para o bem, sem ajuda ou atenção de quem quer que fosse, onde divido alegrias com um cãozinho doce, amigo, engraçado, porém sem nobreza. Nem o cão, nem a casa.

Não sirvo bebidas importadas nem acepipes de fino gosto; alimento-me bem, é verdade, mas tudo do comum, daquilo de que alimentam-se os meros mortais.

Também não sirvo jantares à larga; como já citei acima, minha carteira

carrega mais é dignidade.

Minhas viagens são para dentro de mim mesma ou para o jardim aqui ao pé de casa; ao sol, o meu veículo mais divertido é a minha bicicleta e à chuva, sonho mesmo aqui da minha janela.

Portanto, não entendo a insistência em ter-me como “amiga”, nos faces da vida; perante a vossa magnitude, não sei o que eu poderia acrescentar.

WAndrade – 10/10/2016

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:51

Sapeca iaia

por WAndrade, em 02.10.16

Pois que nos propósitos da esquina, as certezas, já em cócegas,

ofegam é pelos fandangos do largo… e não?

E quem zela por aquela? Quem?

Ó rima, já ninguém… achas?

É que, com a gamela bem nutrida e a boniteza em fim de linha,

vai mais é aos cobres de outro leigo, amanhar estrados novos, percebes?

Sequilhos mais frescos, sabes?

Mas e quem zela por aquela? Quem?

Mas ó rima, sossega!!!

Sossega que a vigia não assenta poiso.

Verás.

WAndrade – 02/10/2106

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:11

Soberbo

por WAndrade, em 02.10.16

É este domingo bonito, de sol manso e carinhoso e de praia, bela praia.

É a rede a chegar cheinha de peixinhos assanhados e gaivotas

apressadas a procurar o almoço.

É o mar a desmanchar-se em ondas irrequietas,

que brincam, que brincam.

Soberbo é o passeio no barco azul e branco, longe, lá longe…

É a mão que acena breve a ternura da espera.

Soberbo é pedra miúda sob os pés molhados, caminho

e algum tropeço engraçado.

Soberbo é quando alguém, com um sorriso, oferece um gelado…

WAndrade – 25/09/2016

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:02

Conforto

por WAndrade, em 23.04.16

conforto.jpg

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:18

Páscoa

por WAndrade, em 27.03.16

Amigos do Infeerrno!

Bom dia! Bom domingo e

pascoa.jpg

 Claro!

Um abraço,

Wania Andrade

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:57

Sem stress

por WAndrade, em 26.03.16

E sem tabaco, que parei de fumar, olha só!

Não, caríssimo, não preciso de ajuda. É interessante como aprendemos a não precisar de nada e nem de ninguém.

É num estalar de dedos…doemos e, por nós mesmos, à nossa custa, desdoemos, que a vida é curta e há que seguir.

Acreditamos e, num átimo, já nada lá há para nossa estima, era já tudo imenso engodo, ainda quando éramos tolos, aliás por isso mesmo.

E aí, desafligimos, que a vida é isso, é tempo de tempo dar…e rimos… de quem ficou na esteira de que, para sempre, seríamos tontos, para sempre.

Gosto tanto, hoje gosto, de instigar os sábios…de me fazer a de ontem, quando ainda era a que chora, a que assenta.  

Gosto muito, ai que gosto, quando exibo a que é(ra) triste…óh!

E os sábios, por serem sábios, afagam-me… de longe…desejam-me sorte e me querem bem…de longe… “que hoje não posso, que não estou muito bem, que a visita chegou, que a família chamou"...

É mesmo interessante como aprendemos a não precisar de nada e nem de ninguém.

WAndrade – 26/03/2016

quer dizer, alguém aí tem uma pastilha elástica para emprestar?

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:28


Mais sobre mim

foto do autor


Visitas



Posts mais comentados


""Umas estórias de amor" - Wania Andrade


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D


Links

Poemas e Crónicas

Rebecca Rostagno - Arte nos temperos!

Palavra de Vidro

O Inferno no Likata