Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Plano

por WAndrade, em 09.10.17

mané.jpg

                            WAndrade-12/10/2017

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:55

Dona

por WAndrade, em 15.09.17

curso.jpgWAndrade-15/09/2017

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:05

Madrigueira

por WAndrade, em 15.09.17

Olha, para falar a verdade, até houve uma certa curiosidade.

Espanto, nem por isso.

É... é, no mínimo, intrigante um "aparecimento" assim tão despropositado e com tantas obviedades (que não serão identificadas

para não perder a piada).

Há mesmo muita graça na coisa, inclusive porque não foi um ato isolado, tudo junto, coisa destoada de coisa, sentiu-se longe, bandas outras, o nervoso nem tão miudinho assim...

Solicita-se calma, amado mestre! Ainda perdes o rumo da ribeira e levas uma coça e ficas sem o bastante para o a merendinha, tem lá cuidado!

Uma leve euforia levantou-se na hora, mas coisa de lume baixo, pouca monta e, se calhar, até de um ligeiro desdém, para que negar?

Porém, de tão maneiro velejador esperavam-se velas mais robustas, mais corpulentas... (é, já lá se vai o tempo das monobras bastas, do trejeito respeitado e da faina bem-quista), tudo perdido nas "amarras"...sim... aquelas que não se vêem, apenas sente-se o aperto, o vaguear no próprio vulto, o nada depois do próprio deserto. Velas tão tênues...

Também não há motivo para desaquietação, se por um lado ao alvo não interessou conferir a seta, por outro, esta se fez lá presente a conferir os seus desassossegos e, afinal, tudo ficou bem, pelo menos dizem aqueles que não se dão a guardar segredos.

WAndrade-15/09/2017

 

 

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:01

Visita

por WAndrade, em 15.09.17

Imagina, a pessoa está em casa, sossegada, dia lindo, sol, tudo a correr para o melhor e, do nada (?), o coleguinha de além manda uma mensagenzinha manhosa, matreira, rasteira como ele; aquelas carinhas de riso sabes? Um assunto prá lá de usado, do "face" mesmo, a meter conversa sem jeito ou proveito e ...despeja...

A pessoa não sabe se responde ou se fica só ali a rir dos jeitos que a vida impõe para demonstrar aquilo que, sempre, desde sempre, foi sabido, ressabido e comprovado. Até pelos..."melhores amigos", vá!

Eu hein!

mentira.jpg

 

 WAndrade -15/09/2017

 

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:25

Sim...e não?

por WAndrade, em 30.08.17

Quando tudo te diz que sim, as tantas e até os inimigos…

quando do berço vês um reclame, daqueles que  

nem bem despercebes mas concebes que é um sim.

Quando a vida te vai bem, valsas e tal e, num carinho atrás da orelha,

um anjo ou pulga, vai saber, te diz sim, é um sim.

porta.jpg

 

 

WAndrade – 30/08/2017

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:51

Maduro

por WAndrade, em 10.08.17

espaço.jpg

É muito divertido!

 Brincadeira sobre trabalho de Flávio Wetteu

WAndrade - 10/08/2107

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:09

Justamente

por WAndrade, em 28.07.17

justamente.jpg

 Amém!

WAndrade - 28/07/2017

Só assim mesmo...

feiticímetro.jpg

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:09

Tudo

por WAndrade, em 14.07.17

uni.jpg

E sempre na mesma moeda!

Sobre poema de Carol Caio

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:11

Vernilha

por WAndrade, em 08.07.17

Achavas.jpg

 

 Sobre poema de Esther Chaves

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:50

Palavreando

por WAndrade, em 30.05.17

Boas, meus bons!

Eu estava mesmo agora aqui a pensar no quanto, definitivamente, estou a enjovescer...e cada vez mais depressa. Essa coisa de rever amigos que não se vê há muitos anos, ou de conversar com alguém que admiramos por demais, nos dá uma perspetiva de vida muito curiosa.

Quando revi minha amiga depois de 35 anos e, num comentário bobo, com muita piada até, percebi que nem 5 minutos se haviam passado, foi algo comovente. A intimidade que tínhamos em priscas eras, continuava presente... sempre estivemos presentes uma na vida da outra. Realizar isso, foi sem dúvida, o melhor do almoço.

Minha outra querida amiga, também de tantos anos, num momento de crise (que já passou, graças a Deus) liga de Madrid e diz: - "vou praí"!  E, quando aqui, não nos víamos há uns anitos, ela estava, definitivamente em casa, a ponto de saber qual era a minha melhor faca para cortar, sei lá, pão ou o que fosse: -" não, corta com a laranja (faca) que é a melhor".

Amigo é isso, amigo guarda calor, amigo é opção sim, é escolha, não é amontoado, não é concurso de quem tem mais, ou eu tenho muitos.

Amigo é aquele que quando você conta as suas vitórias ele participa, chora, ri, pergunta, está lá, quer os detalhes, porque estar junto quando você está fudido é mole, a pessoa faz uma carinha laroca, manda um "tamo junto", manda uma florzinha no facebook e diz: "se precisar"......vocês já sabem, não é? Você sabe que tem um amigo quando coisas muito boas acontecem com você e ele vibra como se fosse com ele.

Já agora, mostrar que está/é feliz não dói, viu gente? A felicidade é contagiosa, faz bem e, para as senhoras que já chegaram aos alguns vários "enta" e sentem-se incomodadas com isso, uma dica: felicidade tira rugas, mau-humor, recalque, aquela vontade de só falar das doenças, aquele pensamento negativo da porra, enfim...felicidade cura e arranja namoro.

Só um detalhe, felicidade, assim como a amizade é opção, é escolha de vida e construção diária, ou seja, tem que ter vontade e juventude...

...no cérebro, meu amor, no cérebro!

Aliás, foi por isso que comecei este assunto.

WAndrade - 30/05/2017

feliz.jpg

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:40


Mais sobre mim

foto do autor


Visitas



Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D


Links

Poemas e Crónicas

Rebecca Rostagno - Arte nos temperos!

Palavra de Vidro

O Inferno no Likata