Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Confere

por WAndrade, em 25.10.16

Pois então, nada de decepções, nem um pouco, mesmo porque não havia expectativas, nenhumas, era apenas um congraçamento, talvez. Nada além disso era esperado.

Dado o melhor, feito da mesma forma, total carinho, todo o desvelo e contentamento.

Vida que segue e... ponto.

Está visto e revisto o que preenche corações.

 WAndrade – 25/10/2016

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:09

Autenticado

por WAndrade, em 23.11.14

postiço.jpg

 WAndrade-23/11/2014

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:34

Retrato

por WAndrade, em 20.10.14

retrato.jpg

 WAndrade -20/10/2014

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:55

Política

por WAndrade, em 15.10.14

As fintas seguem-se a variar… os tontos.

Um riso num plano de fundo para atarantar… os livres.

Há cores, ah, cores! Valores e encantos são tantos que até enrubescem… os distraídos.

Dolores não versam nas doutas cartilhas, ai não! São poucas, tão poucas que ainda divertem.

É claro o horizonte que vive de brisa, quase o que nubla é nada.

Feito assim ninguém dirá, ninguém notará, ninguém dará conta…quase.

 Por detrás das cortinas, ombros descaídos, olhos de sombra esquecidos no chão.

Então era isso?

WAndrade – 26/09/2014

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:34

Soprus

por WAndrade, em 12.10.14

Sandolar, que a tua pele faz de mim jardim,

que o teu jasmim desgira sol em mim,

de tanto mim desaportar.

Lavandar o coração de tanto mal de amor,

neblina doce onde dançam nosso abraço

e a tua mão em mins que eu nunca mais ousei desbaratar.

WAndrade – 12/10/2014

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:29

Novelhos

por WAndrade, em 07.10.14

Agora, com os fios do bordado nas mãos,

com eles não sabia o que fazer.

Aflição de ter a vida no emaranhado de linhas,

puxava uma, que agarrada na outra, fazia nó.

Desprendia a seguinte e esta, desdobrada em várias,

passava por dentro de mais duas… sem caminho.

Até nos pés as tinha, as linhas, senhor, as linhas.

 

A quem comprou certezas tantas,

as destrezas do destino não deveriam espantar.

WAndrade – 25/09/2014

É 11 de maio de 2015

palhaço.jpg

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:32

Descoisa

por WAndrade, em 29.05.14

Chega um momento em que temos tanto de outro tanto

para dar e experimentar, que só aquilo, o que quis ser de sempre, não basta!

Brinquedo novo também fica usado, baby, cai na real.

Manter a pressão precisa de foco a tempo inteiro e isso massacra,

desbasta, cansa, desinteressa e descamba.

O caminho pelos atalhos é muito mais divertido.

Pode não ser tão… seguro, mas tem alguém aqui que se interessa por isso?

Ah, pois é!

WAndrade – 18/04/2014

 

 

Recado

 

Não precisa se preocupar.

Eu nunca vou dizer a “ninguém” que você vem ao blog.

 

Sabe porque? Por que eu sei que você não é feliz, nem pouco nem mais ou menos.

 

Claro que você nunca vai me deixar saber,

isso nunca vai vazar, eu sei.

 

Mas quero que você saiba que eu estou aqui,

sempre estarei, não para te julgar ou rir,

 

vou estar aqui para te dar a mão, sempre.

 

Eu sei que as coisas não vão bem, sei que não era, nem de longe,

o que você pensava,

sei porque te conheço, conheço tua voz,

conheço teu silêncio e tua distância.

E também conheço

 

o teu orgulho, você jamais iria me deixar saber.

Mas não importa,

só quero te deixar a certeza de que eu estou aqui.

Você sabe como me encontrar, portanto, venha,

aconteça o que acontecer você tem aqui. 

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:56

Psicologando

por WAndrade, em 10.11.13

Chegará o dia em que uma criança aos cinco anos, ao ser perguntada sobre o que quer ser quando for grande, responderá, Psicólogo!
Não, não se trata de uma utopia ou sonho bom, é apenas e tão somente a constatação de que se hoje ainda não se nasce com o sonho de ter esta profissão, talvez por desinformação ou mesmo preconceito, o trabalho exercido por estes profissionais, nós psicólogos, deverá ser incansável e incomparável no sentido da competência, da boa competência, da sensibilidade, da boa sensibilidade, da humanidade e acima de tudo, o de dar credibilidade à mesma.
Ser psicólogo é…. ora essa, talvez não saber exatamente teorizar sobre o que é ser psicólogo, mas de certeza saber sentir e profundamente aquele que põe-se à nossa frente e entrega-nos toda a agonia do seu ser.
Ser psicólogo é chorar para dentro o sofrimento do seu cliente e demonstrar uma força que , por vezes, só precisava ser abraço. Mas abraço de psicólogo é ajuda, é andar passo a passo com o cliente até que este consiga caminhar por seus próprios pés, inteiro (na medida do possível) e integrado com ele mesmo e com o mundo que o cerca.
Não, a Psicologia não é divina e o psicólogo não é Deus, embora algumas vezes gostássemos que assim o fosse, ter o poder de, como num passe de mágica, arrancar toda a dor e sofrimento daquele que nos pede ajuda, tão frágil e só.
Numa licença poética, no caso psicológica, Psicologia é a ciência do bem-fazer ao outro, proporcionando-lhe condições de ver-se com seus próprios olhos em suas belezas e fealdades, sem que isso o assuste sobremaneira. E este bem-fazer que o psicólogo propõe deve ser recheado com a competência do profissional, sua fidelidade aos princípios éticos e deontológicos e mais do que isso, a sua sensibilidade enquanto ser humano que é.

                                                                               Wania Andrade – 18/06/2013

                                                                           meu trabalho final de Ética e Deontologia

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:31

Relance

por WAndrade, em 08.11.13

Um sujeito sem caráter não serve nem para adjetivo.

WAndrade - 08/11/2013

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:48

Falácia

por WAndrade, em 23.04.13

Vistoso sorriso que maquilha a face ensombrada e gasta

e disfarça a tez ora bisonha, onde olhos de nada soslaiam  

a trilha vaga que tornou-se viver.

Perante a desfaçatez do destino, ousado em artimanhas,

salva a mágica poção de inventar alegrias, porções de formidáveis fantasias.

Mas é escusado, desanda, cada vez mais disforme, o arremedo de par.

Criam-se, então, balbúrdias insolentes, buscando fintar, premente,

o vão que já vai largo demais, fundo demais, pouco demais.

WAndrade – 07/04/2013

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:43


Mais sobre mim

foto do autor


Visitas




Wania Andrade - Formação e Revisão de textos e Conteúdo Online


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Wania Andrade -Formação e Revisão



Formação Empresarial e Revisão de Conteúdo online