Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Acesso

por WAndrade, em 23.10.16

O que leva e traz… leva e traz, invariavelmente.

O vento que lá ventou, aqui é conforme e também já soprou as suas

alcovitices, inflou os balões da mexeriquice e trouxe ais e uis de risadas,

deboches, ironias e um qualquer anúncio, à risota, sobre caras, vincos e assins.

Portanto, para descanso da alma e branquejar do avalio próprio,

quer dizer, do carácter, é imperioso entender que não se leva para

a vida o que vem amasiado com os copos.

As mesas de congratulações, assoberbadas de borbulhâncias à

descrição, têm olhos e… bocas, muitas bocas. E mais copos.

A depender do quanto vai a dentro, até para extroverter tão benfazeja

existência, faz-se papel de tolo... aqui, acolá, aonde quer que cante ou conte o vento.

Ou o que leva e traz.

WAndrade – 25/01/2015

Ninguém fala de ninguém sem motivo. Nem bem!

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:42

Diplomacia

por WAndrade, em 05.08.15

Ei, olha, nem te dês ao trabalho de responder.

Não espero (e nem preciso) respostas, apenas vou em frente, em paz.

Aliás, só perguntei por uma questão de educação,

sei bem como é difícil passar por alguma situação

menos boa e não ter uma santa alma que nos pergunte

se está tudo bem ou se precisamos de algo, um copo-d’água,

um “38”*, sei lá…

E mais, eu percebo certinho quem parelha com quem e porque,

escusas de te preocupar.

Por falar nisso, eu estou bem, grata por não perguntar.

Aliás, foi exactamente isso que me deu tamanha força,

minha quase invencibilidade na vida.

Foi não ter quem me segurasse a mão na hora do trambolhão.

Sabe o que mais? Levantar com minhas próprias pernas foi o máximo,

só tenho mesmo a agradecer.

Precisando é só ligar.

 

*arma de calibre 38 (revolver)

Ah, já agora, não tenho ido à capital e não, não fui ao concerto da cantora,

se é isso que querias saber… ou contar…e também não pretendo ir á terra

WAndrade – 03/08/2015

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:38

Pietrá

por WAndrade, em 13.06.15

namorados.jpg

*Feliz dia dos namorados....

WAndrade - 12/06/2015

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:21

Entendi

por WAndrade, em 05.06.15

palhaço.jpg

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:06

Ciência

por WAndrade, em 11.05.15

o pato.jpg

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:53

Peroba*

por WAndrade, em 06.05.15

trouxa.jpg

 mas nem "lampejo" de caráter na vida real.

*óleo para "lustrar" madeira...

 

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:34

Muda

por WAndrade, em 29.04.15

Olá, amigos do Inferno!

Mudança de layout para ficar mais levezinho.

Espero que gostem e que continuem a visitar.

Um forte abraço,

Wania Andrade

WAndrade - 29/04/2015

Podem continuar a procurar pelas tags e pelos nomes dos textos. Obrigada.

Bem-Hajam!

 

 

 

Então...pediu à coleguinha para vir ao blog, foi???? Fez queixa???

Pois é, eu soube e confesso que rimos muito. A diferença é que eu sou, digo e faço,

pela minha cabeça e vontade, não sou marionete de ninguém.

Isso ninguém contou, não é mesmo?

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:21

Tintas

por WAndrade, em 27.04.15

Olá, amigos do Inferno! Terminado o estágio, hora de arrumações.

Dentro e fora do peito. Muito papel no lixo, fotos, roupas

(essas doadas), muita coisa antiga, que só trazia lembranças dolorosas de falsidades.

Mas, numa dessas oportunidades, encontrei esta letra que fiz em 1998. Tornou-se uma valsa muito bonita que, prometo, ainda hei de mostrar aqui.

Por ora, ficam os versos... as tintas.

 

Hoje, quando faço versos,

choro tinta no papel,

nem de longe o menestrel,

nem se assanha o instrumento.

Hoje, quando faço versos,

sou despejo de má água

e nas linhas só deságua

uma forma rascunhada de emoção.

Hoje, quando faço versos,

são meus olhos de um vazio...

nem calor, nem calafrio,

bordo e risco arremedos de ilusão.

Hoje, quando faço versos,

é a emenda de um soneto do amor demais,

faço prosa a minha troça por amar demais,

cansei!

WAndrade - 14/03/1998

É uma valsa.

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:16

hie sentiat

por WAndrade, em 16.04.15

hie sentiat.jpg

 Hoje? Tem muito ontem que se lhe diga...sorrisos!

WAndrade

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:12

Domingo de Páscoa.

por WAndrade, em 05.04.15

Amigos do Infeerrno, a ementa do dia da Páscoa: Salmon Malandro.

E não? Quem nã tem bumbum nã faz trato com seringa, já dizia

Wania Andrade, mas isso é uma outra estória, de rir também,

mas, quem sabe, para outro momento.

No mais, um verde fresco, bem fresquinho e a certeza de que

o que hoje faço por alguém, amanhã será feito por mim. Quem bom!

Boa Páscoa a todos!

salmonwan.png

wanpascoa8.jpg

wanpascoa11.jpg

 WAndrade - 05/04/2015

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:38


Mais sobre mim

foto do autor


Visitas



Posts mais comentados


""Umas estórias de amor" - Wania Andrade


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D


Links

Poemas e Crónicas

Rebecca Rostagno - Arte nos temperos!

Palavra de Vidro

O Inferno no Likata