Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Qualquer

por WAndrade, em 23.02.16

Marrapá!!!!

E eu que tanto falo em carácter, imagem e dignidade, tive hoje duas provas incontestáveis do quanto isto procede.

Passo a explicar:

Estou a fazer um curso num centro de formação que, outrora foi muito bom, tinha óptimos percursos e pessoas vivamente interessadas em que aquilo, instituição e formandos, desse certo.

Actualmente, não passa de um arremedo; as tais pessoas “vivamente interessadas” já têm, digamos, a “vidinha arrumada”, não é? E os formandos…os quem??? Ah, pois é…..

O que fica claro é que a arrogância, a prepotência e a grosseria da coordenação (?) (aliás, darling, mestrado não pressupõe educação a quem não teve berço, tá?); os maus bofes e a eterna falta de educação dos subalternos da secretaria e o estado obsoleto, insalubre e inseguro das instalações, não só fizeram baixar consideravelmente o nível cultural dos formandos (já que o centro neste momento tornou-se a última (e pior) opção para fazer formações(?)), como também fizeram decrescer o interesse dos incautos formadores que ainda aventuram-se a ali prestar algum serviço.

Terminado o intróito, os factos, senhoras e senhores, os factos.

A falar em (baixo) nível, uma colega, cujo carácter duvidoso já tinha sido notado (sempre é, certo?), aprontou mais uma. Ao tentar defender-se de um erro seu, contumaz, apontou como desculpa um pequeno deslize de outra colega, deixando a mesma numa situação deveras constrangedora, e o nosso formador numa situação pior ainda.

Este, que por mais de uma vez, já tinha comprovado o seu carácter alvo e digno em sala de aula, tomou a decisão dos que são limpos por dentro, além de não prejudicar a colega que foi covardemente atacada, retirou a observação que traria más consequências à senhora desprovida de dignidade qualquer.

 

É, minha senhora, aprenda, carácter sempre vem ao de cima. Todo.

E qualquer.

WAndrade – 23/02/2016

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:22



Mais sobre mim

foto do autor


Visitas




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D


Links

Poemas e Crónicas

Rebecca Rostagno - Arte nos temperos!

Palavra de Vidro

O Inferno no Likata