Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Alivio

por WAndrade, em 29.10.16

Óh, complacente alma verdejante, para que reine paz e transborde

tranquilidade total, cá fica uma pequena, porém peremptória,

nota do que vem a seguir.

Ou seja, nenhuma preocupação nem interpelações ao acaso,

apenas ao acaso…  

Nada de capital, nem de transtornos aos tão mais queridos,

muito menos transpassos atlânticos, se houvera algum temor.

Ainda que assim o fosse, jamais, jamais o seria em canteiros ao pé do mar que é canção. Outros há que são à vera, fiéis, leais, dedicados e que

não refestelam-se na zona confortável do servir a todos.

Viva a vida!

WAndrade – 29/10/2016

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:36

Mafalda

por WAndrade, em 26.10.16

deus.jpg

Amei!

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:09

Confere

por WAndrade, em 25.10.16

Pois então, nada de decepções, nem um pouco, mesmo porque não havia expectativas, nenhumas, era apenas um congraçamento, talvez. Nada além disso era esperado.

Dado o melhor, feito da mesma forma, total carinho, todo o desvelo e contentamento.

Vida que segue e... ponto.

Está visto e revisto o que preenche corações.

 WAndrade – 25/10/2016

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:09

Pitadas de Inferno - Barato?

por WAndrade, em 25.10.16

nin.jpg

 Certo?

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:15

Pitadas de Inferno - Aprende

por WAndrade, em 25.10.16

cão.jpg

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:06

Acesso

por WAndrade, em 23.10.16

O que leva e traz… leva e traz, invariavelmente.

O vento que lá ventou, aqui é conforme e também já soprou as suas

alcovitices, inflou os balões da mexeriquice e trouxe ais e uis de risadas,

deboches, ironias e um qualquer anúncio, à risota, sobre caras, vincos e assins.

Portanto, para descanso da alma e branquejar do avalio próprio,

quer dizer, do carácter, é imperioso entender que não se leva para

a vida o que vem amasiado com os copos.

As mesas de congratulações, assoberbadas de borbulhâncias à

descrição, têm olhos e… bocas, muitas bocas. E mais copos.

A depender do quanto vai a dentro, até para extroverter tão benfazeja

existência, faz-se papel de tolo... aqui, acolá, aonde quer que cante ou conte o vento.

Ou o que leva e traz.

WAndrade – 25/01/2015

Ninguém fala de ninguém sem motivo. Nem bem!

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:42

Pachorra

por WAndrade, em 15.10.16

 

cura.jpg

 

 

 

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:06

Uma - "Pitadas de Inferno"

por WAndrade, em 15.10.16

Untitled 6.jpg

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:49

Melhorio

por WAndrade, em 15.10.16

Então…

Olha, eu faço grosserias às pessoas mesmo, junto-me ao piorio para mal dizer e prejudicar os outros (claro que sem o meu nome aparecer, só o deles).

Ah, eu também gosto de impor o meu parecer aos gritos e ofensas, e aproveito-me do mais fraco para sobressair, sabe?

Inclusive sou de humilhar (os mais fracos, como é óbvio), aos que detêm poder e importância, dou graxa, choro, adulo imenso e desfio meus males intempéries e com ares hollywoodianos de fazer verter lágrimas a um poste.

Hum…também me apraz espezinhar, mandar bocas (embora eu sempre afirme que sou de cara a cara, e de olho no olho…); levantar-me aos solavancos (afinal sou pessoa de peso…) e sair dos lugares a bater portas é a minha especialidade (ai, sim, devo tê-la trazido do meu recém-extinto matrimónio). Falo com as outras pessoas quando e se entender, ora! De preferência com quem me vá acre$$$centar algo… se é que me faço entender…

Em questões de trabalho, que ora não tenho inclusive, é de grande estranhar, visto que melhor profissional do que eu a ver vamos se conseguem…isso quero eu ver! A ver vamos se conseguem!

Bem, os meus, pouco ou nada dirigem-se a mim (apesar do tanto que eu lhes provi e ensinei) todos sem razão, como é evidente…mas deixem lá, afinal eles é que perdem o ser afectuoso e sincero que eu sou.

No mais, gosto de mandar, aos gritos, sempre aos gritos, desvalorizo toda e qualquer opinião que não seja a minha, como é óbvio, e até àqueles que me “servem” a mim, sem o saber, mostro onde é o seu devido lugar… detesto misturas…

Mas é assim a vida, os melhores, como eu, são sempre os que sofrem, os que pagam...digo eu...

                                                                                                                                                                                                               WAndrade – 15/10/2016

“Além de você, ninguém é responsável pelo seu fracasso. Nem Deus, tá?”

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:25

Acrescento

por WAndrade, em 10.10.16

Olá!

Tenho recebido convites seus para as diversas redes sociais, com um enorme ponto

de interrogação.

Não percebo, eu não possuo conhecimentos de vasta importância nem amigos influentes, os meus são pessoas grandes, sim, grandes em carinho, apoio, carácter e na arte de ficarem junto a mim em todos os momentos, principalmente os difíceis.

Meu carro não é último tipo, apesar de servir a todos os fins de que necessito.

Minha carteira não é recheada, mas é basta para que eu tenha o necessário para uma vida digna, recta, sem a necessidade de pedir nada a ninguém.

Minha casa é linda e positiva e de bons augúrios, porém nada tem de castelar.

Eu transformei-a num lar do bem e para o bem, sem ajuda ou atenção de quem quer que fosse, onde divido alegrias com um cãozinho doce, amigo, engraçado, porém sem nobreza. Nem o cão, nem a casa.

Não sirvo bebidas importadas nem acepipes de fino gosto; alimento-me bem, é verdade, mas tudo do comum, daquilo de que alimentam-se os meros mortais.

Também não sirvo jantares à larga; como já citei acima, minha carteira

carrega mais é dignidade.

Minhas viagens são para dentro de mim mesma ou para o jardim aqui ao pé de casa; ao sol, o meu veículo mais divertido é a minha bicicleta e à chuva, sonho mesmo aqui da minha janela.

Portanto, não entendo a insistência em ter-me como “amiga”, nos faces da vida; perante a vossa magnitude, não sei o que eu poderia acrescentar.

WAndrade – 10/10/2016

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:51

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Visitas




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D


Links

Poemas e Crónicas

Rebecca Rostagno - Arte nos temperos!

Palavra de Vidro

O Inferno no Likata