Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Carioca

por WAndrade, em 29.07.14

Esclarecendo, eu não fui cortês com você, eu sou cortês, é meu jeito,

minha forma de estar, sempre e não quando me convém.

Não tinha o que temer.

Sua formosura é muita, mas não mexeu comigo tempo além do que devia,

há tempos que minha solidão me ensinou a não precisar nem expectar seja o que for.

Aprendi a ser por mim, comigo e para mim, seja no Algarve ou no Rio de Janeiro, portanto, a sua indiferença repentina não me trouxe nada que eu já não conhecesse.

Se eu entendi? Entendi, sim. Seu susto estava em cada um dos seus poros,

nos seus olhos (tão bonitos, tão tristes) a cada vez que batiam nos meus,

você ficou em pânico, não é?…

Eu? Eu fiquei na minha, “observando” (palavras suas), o suor das suas mãos…(você me deu a mão, lembra? Na praia, sorriu e me deu a mão...), você fazer de conta que nada tinha acontecido, disfarçando que o seu coração batia mais forte, descompassado mesmo, quando tínhamos que nos encontrar. Coisas de passeio em grupo...

Quer saber? Foi divertido, você pensando que ia me fazer perder a trilha

com a sua bela e jovem figura e eu assistindo você cair do cavalo com esta madura e interessante pessoa que sou eu.

Sorry, criança, tem suas vantagens!   

 

Obs: Agradeço a pomada…eu tinha em casa.

WAndrade – Algarve, 29/07/2014

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:54

Coisinha

por WAndrade, em 25.07.14

Pudesse retribuir o teu afago terno e elegante (tão elegante és!).

Soube como a asa de um pássaro a poisar sobre meu rosto… acalento, sei lá!

E foi tão espontâneo, nem deste conta, apenas aquele momento…

assustei-me, confesso, tenho prometido jamais conceder-me outro erro

destes, sentimentos ou quaisquer afins sofrimentos

(no final são do mesmo, dão no mesmo).

Mas espantei-me, tens um jeito tão doce de falar, de querer saber de mim…

desacostumei disso, desculpe se fui rude ou tive pressa em acabar a conversa, mas notei-te.

E a mim quando corri para escrever essa coisinha.

WAndrade -  25/07/2014

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:04

Paralelas

por WAndrade, em 23.07.14

Boa tarde, a todos os mais de 11.000 amigos e mais do "Inferno".

Obrigada!

 

É curioso, quando eu postei isto:

http://euminfeerrno.blogs.sapo.pt/pitadas-de-inferno-especial-147428,

parecia estar a ter uma premonição ou coisa do género...

É, é mesmo um infeerrno!!!  Ou não!!!

 

Não é a primeira vez que falo disso aqui, mas a vida, a vida,

definitivamente é ávida, uma cobradora extremamente pontual, credo!

E não, isso não me deixa, absolutamente, feliz ou em regozijo,

ao contrário, sinto é um constrangimento agudo, um incómodo,

quase uma náusea.

E nesse momento só o que posso pensar é e se eu tivesse reagido da mesma maneira?

Sabe, e se eu tivesse dito: - “você gosta da sua dor, por isso ninguém consegue ajudar”.

E se eu não tivesse dito mais nada durante meses, ou ainda e se eu tivesse

simplesmente sumido?

É, meu bem, a vida é avida, ávida de voltas, ávida de contrapontos,

de contratempos e de impensáveis (?) contradanças, para nos mostrar

que tudo pode acontecer a todos a todo o momento.

Mas não se preocupe, estive, estou e estarei sempre aqui,

para o que der e vier, aconteça o que acontecer.

As suas duras palavras, as suas atitudes insensíveis, o seu sumiço nas horas

em que mais precisei, nada disso guardei... aprendi, superei e fortaleci.

 

Para poder agora, melhor do que antes, te dar a mão forte e o abraço apertado de que tanto precisas.

WAndrade – 23/07/2014

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:23

"Pitadas de Inferno" - Persevera...

por WAndrade, em 21.07.14

 

persevera...

 

WAndrade - 21/07/2014

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:38

"Pitadas de Inferno" - Especial...

por WAndrade, em 20.07.14

Dia do amigo!

 

 

WAndrade - 20/07/2014

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:39

Comments

por WAndrade, em 19.07.14

Não é um desafio, tá?

 

 

WAndrade - 19/07/2014

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:44

Direito de resposta

por WAndrade, em 17.07.14

O que os olhos não vêem aparece nas rugas, nas olheiras e na insónia,

no nervoso miudinho, na resposta impaciente, na alegria inapetente.

O que os olhos não vêem azucrina o dia-a-dia e age na covardia,

na saudade que espreita sem fazer alarde,

no silêncio que põe a devorar-lhe as vontades.

WAndrade – 17/07/2014

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:21

7X1

por WAndrade, em 10.07.14

Mas eu não digo que é um infeeerrno!!!!

 

7X1... sete a um... sete golos da Alemanha,

que aliás deu um belo espetáculo de futebol

e não só, de educação, dignidade, fair play, enfim,

tudo que uma nação dotada de educação (principalmente) poderia dar.

E um do Brasil, o Pentacampeão...

Dói? Claro que sim, dói a dor da perda, de serem SETE em cima da

camisola amarela, dói estar longe, dói ter assistido a tudo isso daqui,

apenas eu e minha imperial fresca, doeu sim.

Não vou falar da política brasileira, porque sinto-me um pouco a norte

por já não viver lá e também porque esta talvez seja a maior dor de todas.

(a política, se me faço entender).

Sete a um, povo brasileiro!!! Não foi acaso.

WAndrade - 10/07/2014

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:59

"Pitadas de Inferno" - Encontro

por WAndrade, em 09.07.14

... e não?

                                            Consciência

 

                           

                               WAndrade - 09/07/2014

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:52

"Pitadas de Inferno" - Angra

por WAndrade, em 08.07.14

Bom dia!

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:08

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Visitas




""Umas estórias de amor" - Wania Andrade


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D


Links

Poemas e Crónicas

Rebecca Rostagno - Arte nos temperos!

Palavra de Vidro

O Inferno no Likata