Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Clara

por WAndrade, em 31.01.13

Tem gente que faz parte da vida gente a vida toda.

Tem gente que a gente recebe na vida, às vezes sem saber porque, e que se torna nosso, ali, num a parte da alma que não frequentamos muito, mas que sabemos lá estar.

Tem gente que um dia, aquele dia em que mais precisamos, ali mesmo, daquele cantinho em que está, se torna abraço inteiro, colo inteiro e nos passa a mão pelo rosto molhado e nos faz um café…

aí a dor acalma, o dodói quase sara e a cabeça pára de doer…

nesse momento a gente entende porque o pai do céu colocou aquela pessoa na nossa vida.


                                                       WAndrade - 31/01/2013   

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:54

Tem tudo a ver

por WAndrade, em 30.01.13

 

Bola de meia bola de gude - Milton Nascimento
DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:42

Tá, parei.

por WAndrade, em 30.01.13

Quer dizer, só queria fazer duas perguntinhas, assim só para terminar o assunto: os seguranças da discoteca que ardeu em Santa Maria estão vivos e sãos, não é?

Sei...e eles estão com  as comandas do que foi consumido, as quais exigiram para deixar as pessoas saírem QUANDO TUDO JÁ ESTAVA A ARDER, não é?????? Tá, parei.

WAndrade - 28/01/2013

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:27

Mudo Brasil

por WAndrade, em 29.01.13

Mas eu não digo que é um infeeerrrno!!!!!

Desculpa lá, mas a tragédia do incêndio de Santa Maria está feia (mais ainda) … cada um diz uma coisa, cada coisa que era já não é bem assim, a discoteca uma hora tinha porta de emergência, outra hora o bombeiro diz que não tinha, a lotação do lugar era de 650 pessoas e lá encontravam-se 1.000 jovens.

 

Feio, hein? Muito feio. A indignação vem também por ver evidência da falta de respeito pela vida. Não apenas as que foram perdidas, mas a de quem fica. Quem fica nessa vida sem filho, sem irmão, sem marido, sem amigo.

 

Tragédias, claro, podem acontecer e acontecem, mas a irresponsabilidade e o empurra-empurra das autoridades (para variar) em relação ao ocorrido e o como ocorreu, deixa qualquer um (eu, por exemplo) muito, muito preocupado. Muda governo, muda o fala-barato político, só não muda o carácter e a disposição de fazer bem aquilo que deve ser feito. O cara ganha para fazer isso, pensa bem!

Leis há muitas, severas e bem estruturadas, só falta vergonha na cara para aplicá-las. Muda Brasil (?).

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:29

para quem lê.

por WAndrade, em 29.01.13

Sim, sim estou de férias. Férias é pros fracos, começo hoje um curso que vai exactamente até uma semana antes do começo das aulas da faculdade.

É, isso vicia, aprender é bom demais, escrever é bom demais também, aliás tenho pensado nisso, nessa coisa de escrever. Parece que tudo aquilo que ficou enclausurado no tempo do silêncio, volta (ou nunca se foi) com uma força descomunal, a jorrar pelos dedos, de não parar.  

Tudo é rima ou não, tudo é exclamação (viram?)

Tudo passa a ser um motivo, se calhar uma canção.

Tudo inunda o verbo e o sujeito.

Tudo vira. Vira escrevinhação.

 

WAndrade - 29/01/2013

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:40

de quem escreve...

por WAndrade, em 29.01.13
Já tive um orgulho danado de algumas pessoas dizerem que tiveram este sentimento ao lerem alguns dos meus escritos. Fico muito grata!

WAndrade



Roubado da Sulinha
DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:12

'dia!

por WAndrade, em 29.01.13

Acordou, abriu a janela e o sol entrou íntimo pelo quarto.

Impossível não lembrar… como quem reza, entoou baixinho: “acorda, meu amor, tá sol!”

O restante do dia passará... como passam os navios.

 

Bom dia!

WAndrade - 29/01/2013

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:30

Encontro

por WAndrade, em 28.01.13

Um detalhe, coisa boba até, e a noite se transforma numa nuvem rosa, rosa, onde a alma encontra prumo...

 "e uma vontade de rir nasce do fundo do ser"...*

 * O homem do leme - xutos e pontapés

WAndrade - 28/01/2013

Aqui vem e não se pode aborrecer com o que aqui encontra.

janeiro2015.jpg

 

 

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:55

Força!

por WAndrade, em 28.01.13

Phoda, hein?

Começar a semana com duas tragédias, uma lá na terra e outra cá na terrinha. De doer o coração!

 

É complicado explicar amores e dores de quem escolheu viver fora de seu país de origem.

Com o tempo o coração fica repartido, meio a meio dói de tudo um pouco.

Com o tempo o coração fica dividido, meio a meio alegra de tudo um pouco.

Com o tempo, o amor multiplicado, acolhe ternuras e agruras de lá e de cá, numa mistura inusitada de doce e sal. Amizades de lá vivem a saudade do não ver, do estar longe. As de cá nascem das diferenças (e das semelhanças de sermos todos de uma só fôrma, bolo de ser humano), da curiosidade e de saber que o que une e imanta é o idioma fraternal.

 

Força e conforto a quem ficou sem os seus, paz a quem foi cuidar dos seus no outro plano. Paz a todos nós!

 

Jesus Cristinho, castigou, hein?

WAndrade - 28/01/2013

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:02

coisas que penso por aqui

por WAndrade, em 28.01.13

 

 

Porque nada fica sem resposta da vida, nesta vida. Fazer o bem é uma questão de escolha da alma (não é ser perfeito, atenção!) e um trabalho diário da razão (e do coração).

Até porque, como disse eu numa canção, "pra fazer mal feito tem que fazer bem feito".

WAndrade -28/01/2013

DMCA.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:45

Pág. 1/4



Mais sobre mim

foto do autor


Visitas




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D


Links

Poemas e Crónicas

Rebecca Rostagno - Arte nos temperos!

Palavra de Vidro

O Inferno no Likata